quinta-feira, janeiro 15, 2015

Selva de Pedra

Para saber
sobre o sentido da vida
é preciso agir, sentir, caminhar
Não basta escrever, soletrar

É preciso olhar
o farmacêutico na cadeira,
balançando
Reencontrar um antigo amante,
ter um coração pulsante

As palavras não emanam
quando estão desligadas desse
vento, chão e raiz
Elas brotam desses músculos febris

É preciso agir!
Penetrar
nesta selva
sob as pedras.

0 comentários:

Postar um comentário