segunda-feira, julho 28, 2014

Rabisco no abismo

amada amante
faz desse sonho
curva sinuosa
em velocidade constante

provoca essa fuga delirante
pelos seus caminhos:
cintura, gosto, pelos
e diz para ir adiante

grita-me teu gozo fulgurante
extrapola minhas regras
enterra no jazido
meus medos alarmantes

faz de mim eterna imigrante
penetrando no desconhecido
sussurrando dentro do ouvido
essa aventura tolerante

entre meus dentes dilacerantes
grudei sua carne que excita
e me hesita a desejar exitar
ser mais que uma aspirante.

0 comentários:

Postar um comentário