quinta-feira, junho 19, 2014

Imperativo

Agarra-me se puderes
Decifra-me se quiseres
Usa-me se souberes

Beija-me com seu gosto
com seu gozo.
Envolva-me com sua carne
com seu charme
Queira-me apressada e
profundamente

Escute
silente
o que às vezes
digo:

Mergulha-me no fundo
Afoga-me na cama
Respira-me na rua, crua

Responda-me aquela pergunta
se quiseres
se puderes
se souberes
sonhar.

0 comentários:

Postar um comentário