domingo, junho 15, 2014

Camará

A gente era tão jovem
E o amor mais ainda...

Foi com hora marcada,
Pé na estrada

Ousava e perdia
Amava e esquecia

Derrotas políticas,
Fracassos da vida

A gente vai acostumando...

A não lutar pelo que se acredita
A não amar porque se machuca
A preencher o vazio com superfícies febris

A vida é tão depressa
E pede muito de nós

Uma dose nos dias difíceis
E coragem pra ficarmos a sós

Ter o coração jovem
E a clareza da maturidade

Deixar-se incendiar o peito
 Nas esquinas perigosas da nossa cidade

Acostumar a se enfrentar
Não deixar a vida passar
Nos amar e mudar as coisas.

13/08/2013

0 comentários:

Postar um comentário