terça-feira, outubro 06, 2009

Outubro

Ontem foi segunda-feira, aniversário do meu pai.
Eu poderia divagar sobre o que foi o meu dia, como foi, o que encontrei, o que pensei. Eu queria ter dado um abraço forte e não apenas ligar dizendo eu te amo. Eu queria. Mas lembro que estou evitando falar do passado. E não viver o passado é difícil. Sou diariamente condicionada a pensar no que vivi ou no que poderei viver. Todos somos. É tão árduo viver o presente, que às vezes penso se temos algum presente a ser vivido.
Falando nisso, hoje é aniversário do meu irmão. Acho que ele estaria lindo com mais idade. Os cabelos dele eram longos.
Pra falar a verdade, hoje, hoje, hoje eu to um pouco melancólica. O mês de outubro é bem ruim, assim.
Se eu pudesse fazer uma revolução pra apagar do nosso calendário essas datas de final de ano, concerteza encontraria muitos adeptos.
Aliás, adeptos à essa melancolia deslocada, apática, vazia, pertubadora é o que não falta!

Viva a revolução socialista.

1 comentários:

Narayan disse...

outubro me lembra:
entro nos corredores de outubro para encontrar um abraço em teus olhos.
-josé luís peixoto

Postar um comentário